Quem somos

Quem somos


O escritório foi fundado em 1993.

Somos honrados pela indicação por 10 anos seguidos como um dos 30 maiores escritórios de advocacia no Brasil, segundo a revista Análise Advocacia 500.

Temos entusiasmo sobre nosso modelo de negócios inovador com estrutura de trabalho, gestão dividida em células multidisciplinares e ciclos de revisão temática, através de 5 Centros Estratégicos Regionais e capilaridade na atuação pelos clientes.

Nosso foco se concentra em por à disposição dos nossos clientes a nossa cultura digital, unindo tecnologia e processos numa única plataforma de serviços e atendimento.

A proposta de Trigueiro Fontes Advogados está mantida até os dias atuais: formar um bem estruturado escritório de soluções jurídicas. Os nossos ideais também continuam os mesmos desde o início: fazer bem feito, respeitando acima de tudo a ética, e ter uma equipe de trabalho preparada para atender a demanda das grandes empresas nacionais e multinacionais que têm negócios nos lugares onde estamos no Brasil.

Nós atuamos em mercados tradicionais como a Indústria em geral, Saúde e Beleza, Químico, Farmacêutico, Bancário, Financeiro, TI, Agro, Engenharia e Construção, Varejo, Mineração, Energia – Geração e Distribuição, Óleo e Gás, mas também em novos mercados como Start Ups, Entretenimento, Moda, e-Sports e Biotecnologia.

Nossos profissionais estão preparados para atuar com os nossos clientes, numa visão prática e empreendedora, transformando Trigueiro Fontes Advogados em um centro jurídico de excelência e apoio para a desafiadora atividade empresarial, bem como para o ambiente legal e regulatório brasileiro.


Roberto Trigueiro Fontes
(Sócio Fundador e CEO)


Em conformidade com a LGPD, utilizamos apenas cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você fica ciente e concorda com o seus termos. Trigueiro Fontes Advogados se reserva o direito de atualizar esta Política de Privacidade sem qualquer aviso prévio. Clique Aqui para Saber Mais